27º Jornal Transversus: a luta continua

Posted on 02/07/2016

0



Nós, pessoas do povo, temos muito a dizer, muito a expressar e muito o que aprender umas com as outras. Porém os veículos de comunicação dominantes na sociedade autoritária em que vivemos só promovem a ignorância, a burrice, a alienação. É o que fazem as companhias de TV, com seus fortíssimos transmissores, e as revistas semanais direitistas que alcançam tudo quanto é banca de jornal do país.

Queremos ter voz e não nos curvaremos à imprensa capitalista. É como fruto dessa vontade (e luta) que o jornal carioca Transversus chega a sua 27ª edição agora em meados de 2016, mostrando a cultura de maneira livre e abrindo espaço para diversas opiniões e temas.

Trata da trajetória do cantor Cauby Peixoto, dos futebolistas Luís Carlos Tóffolli (o Gaúcho) e Césari Maldini além de muitas outras personalidades.

Destaca-se um artigo de página inteira de Sandoval Brandão sobre o boxeador negro Muhammad Ali. Este se contrapôs veementemente à guerra do Vietnã e à exploração e opressão ao povo negro, tendo partilhado do ideário de militantes como Malcom X, com quem aparece na foto que ilustra o artigo. Ana Beatriz Cintra Mansur, do Movimento de Oposição Serventuária, nos brinda com uma belíssima resenha acerca do filme “Nise – o coração da Loucura”, sobre a psiquiatra socialista Nise da Silveira. Interessante também é um texto acerca de Ramiro Emerick – o humorista de rua conhecido como Tigre –, que atuou por mais de 23 anos na Cinelândia (cidade do Rio), durante os anos mais duros da ditadura empresarial-militar brasileira. W.B., militante da tendência político-social Organização Popular (OP), colabora com uma competente resenha sobre o livro de contos “Os Cavalinhos de Platiplanto”, de José J. Veiga.

Há ainda uma interessante matéria sobre a Cooperativa Cultural dos Esperantistas, que funciona há mais de meio século promovendo a cultura internacionalista e o Esperanto. A cooperativa funciona em horário comercial na Av. 13 de Maio, 47/208, no Centro do Rio de Janeiro, próximo ao Largo da Carioca, tel.: (21) 2220-6486.

Não é só isso, ainda há poesia, crônica, conto e muitas críticas sociais. Estas estão mais presentes no encarte Correspondência Socialista, que se contrapõe às ditaduras militares da América Latina, às violências contra a mulher, bem como às hipocrisias do poder judiciário. O encarte apoia a greve dos profissionais da educação do estado do Rio, as ocupações estudantis nas escolas e outras lutas.

Contatos: transversus.cs@gmail.com.

transversus

Anúncios