Transversus 20

Posted on 21/08/2014

0



Duas dezenas de números do Transversus nas ruas. Críticas, inconformismo, irreverência… Ainda há muito a se falar e fazer.

Na primeira página do jornal, a matéria “Bananas, banalidades e celebridades” aborda discriminação, futebol, hipocrisia e oportunismo de uma elite engajada numa campanha virtual contra o racismo nos estádios: campanha essa que ignora deliberadamente o preconceito racial contra negros e mestiços da classe pobre.

Na página 2, é abordado o surgimento da “Flalmir Albuquerque” – a primeira torcida anticapitalista do mundo, que tem como símbolos: a foice e o martelo na parte vermelha de sua bandeira, e o “A” circulado anarquista na parte preta. A agremiação apresentou seu manifesto fundador em 7 de fevereiro de 2014 no Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (SEPE) no Centro da cidade do Rio, ocasião em que foi lançado o livro “O Assassinato de Almir, O Pernambuquinho: quatro décadas de um crime jamais esquecido”, de Sandoval Brandão e Alex Brasil.

Destacam-se ainda textos sobre: o militante socialista Washington Costa, os escritores João Antônio e Gabriel Garcia Marques, os ícones da música Jair Rodrigues e Paco de Lucia, os atores José Wilker e Paulo Goulart.

Contatos: transversus.cs@gmail.com.

Anúncios
Posted in: arte, cultural, notas