OP participa de protesto na cidade de Niterói em 14/06

Posted on 20/06/2013

0



Na última sexta-feira, 14/06/13, militantes da Organização Popular (OP) estiveram presentes no ato público ocorrido no centro de Niterói (RJ), contra o abusivo aumento das passagens e a péssima qualidade do serviço de transporte coletivo do estado do Rio de Janeiro. A manifestação iniciou por volta das 17h, com concentração pelas imediações do centro daquela cidade, e, quando era por volta das 19h30min, a multidão, em torno de 2 mil pessoas, e composta em sua maioria por estudantes e trabalhadores, ocupava as escadarias da Câmara Municipal e cerrava fileiras contra a tropa de Choque da PM, que impedia o acesso ao prédio da Prefeitura. Palavras de ordem eram proferidas o tempo todo, culpabilizando a aliança entre governos e empresários do setor de transportes que, através de licitações milionárias, exploram o trabalhador através do precário e caro serviço de transporte e do recente aumento abusivo das passagens.
Imagem
O que chamou a atenção no ato foi a clivagem entre o conjunto dos manifestantes, durante as intervenções realizadas ao microfone, onde se observou claramente um pequeno grupo que se autoproclamava o “comando” do ato, buscando imprimir à manifestação tons mais amenos, muito a contragosto da maioria dos presentes. Este grupo, sempre dialogando com as autoridades governamentais, de controle do transito e com a PM, propunha a todo instante, sob o argumento da “segurança de todos” e da “acumulação de forças”, que o protesto deveria encerrar o quanto antes.
Imagem
A esmagadora maioria dos presentes, sem se subordinar ao ditames da “vanguarda autoproclamada”, estava visivelmente mais interessada em sair em marcha até a Praça Araribóia (Barcas) e o Terminal Rodoviário para, com isso, se aproximar dos demais trabalhadores que sentem no dia a dia as consequências deste aumento das passagens.

Imagem

A caminhada seguiu pela Av. Ernani doAmaral Peixoto até a esquina com a Av. Visc. do Rio Branco, por onde a multidão de mais de 2 mil pessoas alcançou a Praça Araribóia, fechando assim um dos principais cruzamentos do centro de Niterói. Avançando um pouco mais, os manifestantes chegaram até a entrada e saída de ônibus do Terminal Rodoviário, tendo a força policial, até então, observado atônita a grande multidão bloqueando os principais canais de entrada e saída do centro de Niterói.
Imagem
Após hora e meia de tensão entre a multidão, que não arredava pé, e a Tropa de Choque, que a esta altura já havia cercado o conjunto dos milhares de manifestantes, houve confronto, e a PM utilizou – larga e indiscriminadamente – bombas de efeito moral e balas de borracha. Com isso os manifestantes se dispersaram e o ato chegou ao fim sem maiores feridos.

Imagem

Anúncios