Toda Solidariedade à Luta do CPERS!

Posted on 26/11/2011

0



Divulgamos aqui a nota dos companheiros/as da organização co-irmã Resistência Popular, referente as atividades de sua frente sindical da RP.

Pelo sindicalismo de base, combativo e libertário. Viva a luta popular/sindical!

TODA SOLIDARIEDADE À LUTA DO CPERS!               

Durante todo este ano de 2011 os trabalhadores em educação vêm tentando arrancar o cumprimento da Lei do Piso Nacional enquanto Tarso só enrola. Para piorar a situação, no final do ano letivo, o Piratini encaminha um texto de decreto estadual onde consta uma alteração do Plano de Carreira e a modificação da essência da educação pública, impondo o modelo meritocrático (o mesmo de Marisa Abreu e Yeda Crusius) e destinando o ensino médio da rede estadual para a formação de mão de obra sub-qualificada, sem nem ter o nível técnico da rede federal.               

Diante de tanta agressão e arrogância autoritária, os trabalhadores em educação disseram Basta! e não tiveram outra escolha a não ser confrontar com o plano neoliberal de Tarso Genro, do PT e dos seus aliados. Desde então a resposta do Piratini vem sendo uma aliança com os donos de meios de comunicação, publicando matéria paga de página inteira e utilizando os editoriais de jornais e âncoras de rádios como seus porta-vozes. Prova disso é a campanha aberta para desqualificar a greve, onde tanto a Secretaria de Educação como a mídia hegemônica, plantam informações, manipulam a opinião pública e tentam jogar a base do sindicato contra a assembleia que votou pela greve.               

É hora de cerrar fileiras ao lado dos professores e afirmar que Tarso, além de nariz de Pinóquio (por mentiroso), também é autoritário e cara de pau. Gritar que essa gente deixou de ser reformista para virar pelega, de direita mesmo, defensora dos projetos do Banco Mundial, da Agenda 2020, da RBS, da Farsul, da Fiergs e de todos os inimigos de classe no Rio Grande. Lembrar que a base aliada do governo tem maioria na Assembléia e se comportam igual ou pior que a base do governo de Yeda. Os trabalhadores e as trabalhadoras, que já enfrentaram os neoliberais de Yeda, Aod e o coronel Mendes como cão de guarda, não irão se calar diante de um ex-ministro da Educação que não cumpre a própria lei que assinou! Os recursos existem, mas são destinados para pagar a vergonhosa Dívida Pública com a União ou então saem pelo ralo do esgoto, indo financiar os industriais através da mamata chamada Fundopem, por sinal ampliado em outubro de 2011.               

Já Basta! A Tendência Sindical Resistência Popular está ao lado dos trabalhadores em educação, ao lado do Cpers na defesa de sua assembléia soberana e contra os desmandos de um governo que executa a Agenda dos parasitas do Rio Grande, a odiosa oligarquia que faz da mamata do dinheiro público sua forma de dominação. Pelo Piso Nacional Já e a imediata suspensão do projeto de mudança do plano de carreira e do ensino público da rede estadual. Chega dos desmandos dessa pelegada corrupta e autoritária. Todas e todos juntos até a vitória da greve do Cpers!

Resistência Popular

Anúncios